Por que a fonte Comic Sans é tão odiada

Como o seu próprio criador diz, Comic Sans é a fonte mais amada e mais odiada do mundo, com certeza ela é bonita e seu formato cômico como diz o seu nome é muito agradável aos olhos. Porém existe um problema, qualquer recurso audiovisual, por mais bonito que seja, se for muito usado a ponto de se tornar um spam, perde toda a graça e beleza.

É extremamente normal perguntarmos para pessoas aleatórias quais são as fontes padrão do Windows que ela consegue lembrar no instante da pergunta, geralmente serão citadas Times New Roman, Arial, Calibri e obviamente Comic Sans.

Avisos, placas, cartazes, anúncios, fachadas e muitas outras criações amadoras do tipo são facilmente encontradas usando Comic Sans como fonte, e é exatamente isso que a torna tão odiada, designers consideram um crime a criação de qualquer tipo de imagem usando a fonte em seu texto. Mas, por quê?

Devemos entender que quando se trabalha com Design, ser inovador e ter ideias que tornem o seu material diferente de qualquer outro no mundo é essencial, quando um designer vê uma quantidade incrível de pessoas usando um recurso como este indiscriminadamente, sem nenhum tipo de criatividade e ainda chamar o resultado de “design”, acredite, deve ser constrangedor ou no mínimo revoltante.

O surgimento da Comic Sans

O Microsoft Bob era uma interface gráfica do Windows 3.1 voltada ao público infantil, esta tinha o objetivo de ensinar as crianças como usar e interagir com um computador e esta era apresentada pelo desenho de um cachorro que interagia com o usuário através de balões de fala  como se fossem um gibi.

Vincent Connare é um designer aposentado que trabalhava na Microsoft, ao testar o novo recurso do sistema operacional em 1994, acabou achando um problema inquietante para alguém da sua área. A fonte usada nas falas do cachorro era Times New Roman, uma fonte usada geralmente para formalidades e não para falar com crianças como no Microsoft Bob. Vincent então resolveu criar uma fonte que seria mais chamativa para crianças, mas que também não deixasse de ser bonita e convidativa aos mais velhos, como o cachorro se comunicava por balões de texto, ele usou textos de gibis como inspiração para criar sua nova fonte.

Assim que a fonte foi apresentada nos editores de texto do Windows, virou um fenômeno mundial, todos queriam usar aquela fonte super legal, cheia de curvas, animada e parecida com o estilo dos quadrinhos, porém acabaram exagerando e causando uma febre mundial de Comic Sans que hoje é considerada uma doença por especialistas do ramo.

A paixão por odiar

Alguns designers odeiam tanto a fonte que resolveram criar seus próprios websites protestando contra a mesma e até exigindo que ela seja banida do Windows e da face da terra. Se você fala inglês ou pelo menos entende a língua inglesa, recomendamos que você visite estes sites:

  • Comic Sans Criminals: Sim, os criminosos que usam Comic Sans vão acabar sendo direcionados a esse site em algum momento, nele você irá descobrir por que é totalmente errado usar a fonte para qualquer coisa que você escrever. Lembre-se, se você conhece alguém que cometa o crime de usar Comic Sans, indique o site!
  • Ban Comic Sans: Um pouco mais radical, este site quer literalmente banir a fonte do mundo inteiro, tornando o seu uso um crime. Neste vídeo você vê o depoimento do casal idealizador do projeto, e também vê o criador Vincent tentando proteger sua criação. Se você não entende nada de inglês, boa sorte.

Os defensores da causa

Assim como há quem odeia, também há quem ‘defenda’ mesmo que ironicamente. O site Comic Sans Project tem o objetivo de tornar o mundo dominado pela tão querida fonte, para isso usa a imagem de algumas marcas famosas para demonstrar como seria um mundo só de Comic Sans, vale muito a pena conferir.

Até mesmo o Vaticano acabou caindo nas graças da Comic Sans.

A fonte é tão inspiradora que acabou virando música! Veja o videoclipe do amante da Comic Sans abaixo.

A nova Comic Sans

Cansado de ver a odiada fonte ser apedrejada pelo mundo, o designer australiano chamado Craig Rozynski resolveu tentar dar uma cara nova a ela e talvez devolver os seus dias de glória. Obviamente ele pediu referencias a Vincent, que disse que uma Comic Sans deve ser simplesmente casual.

Craig então desenvolveu a Comic Neue, mais madura, sem aquele estilo infantil cheio de curvas, até mesmo mais agradável e mais bonita. Conheça o trabalho de Craig e baixe a Comic Neue clicando aqui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *