É possível explodir de tanto comer?

Se você nunca ouviu alguém te falando aquela velha frase: “não coma tanto, você vai acabar explodindo”, parabéns, você provavelmente é uma pessoa saudável -ou pelo menos não é obesa-. Pensar na possibilidade de explodir é algo um tanto quanto esquisito, mas, será que isso pode acontecer mesmo?

Tecnicamente sim, existe a possiblidade do estomago não aguentar o excesso de alimentos se alguém resolver exagerar na dose, porém, não é exatamente uma explosão, mas sim uma ruptura. Caso isso aconteça, você corre um sério risco de morte se não for atendido rapidamente e o seu estomago ser consertado.

Dentro do intestino existem milhões de bactérias que, se entrarem em contato com o organismo, são nocivas. Quando ocorre uma ruptura no estomago, essas bactérias tem o caminho livre para chegarem na cavidade abdominal, onde podem se reproduzir e se espalhar pelo resto do corpo, causando uma infecção, que, por consequência, causa dor abdominal aguda, enrijecimento dos músculos da região, febre, náuseas, distensão abdominal e vômito. Sem um tratamento com antibióticos, limpeza da cavidade e reparação do estomago, a pessoa não tem muitos dias de vida.

Veja também: Como funciona a Lavagem a seco.

O nosso corpo tem como recurso natural para o excesso de comida o vômito, que vai forçar a liberação de espaço no interior do estomago e na entrada do intestino. Segundo a Dra. Rachel Vreeman, que é pediatra e especialista mitos sobre a medicina, as pessoas acabam criando “hábitos alimentares incomuns para um ponto em que os reflexos de seus corpos já não respondem como fazem normalmente. As proteções naturais de seus corpos têm sido ignoradas ou abusadas por tanto tempo que já não sabem se devem vomitar no momento apropriado. Uma vez que o estômago está extremamente dilatado a este ponto, os seus músculos estão muito esticados para serem fortes o suficiente para forçar um vômito”.

É possível explodir de tanto comer?

Um dos poucos casos de morte por ruptura de estômago aconteceu em 1985, quando uma mulher de 23 anos de idade chegou ao hospital já sem vida. Segundo a autópsia da vítima, nas ultimas 24 horas ela havia comido um bife de meio quilo, um quilo de fígado, dois quilos de rim, dois ovos, uma porção de couve flor, dez pêssegos, quatro peras, quatro bananas, duas maçãs, dois copos de leite, duas fatias de pão e dois quilos de uvas, ameixas e cenouras. O que aconteceu é que, embora a garota não ter comido tudo de uma única vez, o seu estomago não teve tempo suficiente de digerir toda a comida, gerando uma ruptura.

O mais curioso do caso citado acima é que a mulher de 23 anos era modelo e não era obesa, por isso, existe a suspeita de que ela sofria bulimia, um distúrbio alimentar onde alguém induz o vomito para que o corpo não absorva as propriedades do alimento que come e, claro, não absorve gorduras. Pelo corpo da modelo estar acostumado a ser induzido a vomitar sempre que ingeria algum alimento, quando a jovem resolveu engordar alguns quilos comendo tudo de uma vez, a reação natural do corpo para expulsar o excesso já não existia.

Conheça quais as universidades mais importantes do mundo.

Em resumo, podemos dizer que qualquer habito alimentar fora do comum é perigoso, ser obeso ou bulímico pode acabar te levando a uma ruptura de estômago, por isso, tente levar uma vida saudável ou ao menos controlar a sua alimentação para que você não tenha um problema como este, as consequências são um tanto quanto piores do que a prevenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *